Perguntas sobre o ENEM, SISU, PROUNI, FIES

SOBRE O ENEM

As provas do Enem 2015 irão acontecer nos dias 24 e 25 de outubro e terão início às 13h30.

h-opacity90 transition-025

1 – Como me inscrevo para o Enem 2015?

As inscrições devem começar às 10h do dia 25 de maio e terminar às 23h59 do dia 05 de junho.

2 -Como a inscrição é confirmada?

Em breve.

3 – Qual é o valor da taxa de inscrição?

R$ 63,00 (sessenta e treis reais).

4 -Quem não precisa pagar a taxa de inscrição?

Os estudantes que estiverem terminando o Ensino Médio na rede pública e os que declararem carência (ser membro de família de baixa renda ou estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica – Decreto nº 6.135, de 26 de junho de 2007).

5 – Como faço para declarar carência?

Antes de tudo, é preciso declarar carência durante a inscrição no site, aceitando os termos lá apresentados. A solicitação não pode ser feita via correio, fax ou e-mail .O estudante deve possuir documentos que comprovem sua situação.

O INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) tem o direito de exigir os documentos a qualquer momento e, se as informações não forem fidedignas, o estudante pode ser eliminado do exame e responder por crime contra a fé pública.

6 – Em que locais as provas serão feitas?

Você fará a prova no local indicado em seu Cartão de Confirmação de Inscrição. As provas serão aplicadas em todas as unidades da Federação. Você escolhe o município onde deseja realizar sua prova no ato da inscrição.

7 – O que levar nos dias de prova?

Para não correr o risco de ficar do lado de fora da prova, lembre-se de levar:
- documento de identificação original;
- o Cartão de Confirmação da Inscrição;
- caneta esferográfica de tinta preta.

Portadores de documentos não originais ou que não permitam a identificação de dados essenciais ou da assinatura por algum motivo, serão eliminados do Enem 2015.

8 – O ENEM pode ser usado como certificado de conclusão do Ensino Médio?

Pode. Você deve indicar no ato de sua inscrição a qual Secretaria de Estado da Educação ou Instituição da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica enviará seus dados e notas para tentar obter a certificação.

Cada instituição definirá os procedimentos para certificação no nível de conclusão com base nos resultados do Enem 2015.

9 – O que é preciso para obter o certificado de conclusão do Ensino Médio?

Além de optar em qual instituição tentará conseguir a certificação no ato da inscrição (vide pergunta acima), para usar o ENEM como certificado é necessário:
- ter 18 (dezoito) anos completos até a data de realização da primeira prova do ENEM 2015;
- atingir 400 pontos ou mais em cada uma das provas do ENEM;
- atingir 500 pontos ou mais na redação;

Ao marcar a opção de certificação no formulário de inscrição você automaticamente autoriza o INEP a enviar os dados e as notas obtidas no ENEM 2015 para as Secretarias Estaduais de Educação e Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica.

Os resultados serão divulgados pelo INEP por um site específico da certificação.

10 – Quando serão publicados os gabaritos do ENEM 2015? Onde encontro meu resultado individual?

A gabarito será publicado em 29/10/15 e o resultado será divuldago pelo INEP em janeiro de 2016.

SOBRE O SISU

Muitos estudantes têm dificuldades ao utilizar o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) para escolher o curso e a instituição da qual querem fazer parte. Pensando nisso, o Cursinho Interage preparou um resumo com instruções passo a passo de como concorrer com sucesso à vaga que você deseja.

Instruções baseadas no SiSU do 1º semestre de 2015

1 - O aluno terá que acessar o site do SiSU com o login e senha fornecidos no momento da inscrição do Enem 2014. O sistema estará disponível entre 0h do dia 19 de janeiro e 23h59 do dia 26 de janeiro.

2 - Ao acessar o SiSU, será aberta uma página para confirmação de dados. Verifique as informações e, caso note algum dado incorreto, altere-o e depois confirme os dados. Certifique-se que o e-mail informado é valido.

3 - Em seguida, pesquise seu curso por cidade e instituição de ensino. No sistema é possível também conferir a quantidade de vagas para ampla concorrência e sistema de cotas.

4 - Escolha dois cursos que pretende concorrer, separando a sua 1ª opção.

5 - Exceto no primeiro dia de inscrições, durante a madrugada o sistema fará o cálculo e divulgará as notas de corte e a classificação parcial de cada um dos cursos registrados, sempre a partir das 2h da manhã.

6 - Após esse horário, verifique se está abaixo ou acima do ponto de corte nos cursos que se inscreveu. Com essa informação você pode decidir se continua nesta opção de curso ou troca por outra. O ponto de corte varia a cada dia, de acordo com os candidatos que estão competindo às vagas. Pode acontecer de em um dia você estar acima do ponto de corte, mas em outro estar abaixo. Por isso, é aconselhável verificar sua posição todos os dias.

As notas de corte são calculadas de acordo com o peso adotado por cada universidade. Por exemplo, a prova de português do ENEM pode valer mais para a carreira de Jornalismo e menos para a de Ciência da Computação. Os pesos também são diferentes para os concorrentes pelo sistema de cotas.

7 - Às 23h59 do dia 22 de janeiro o sistema é fechado definitivamente. A primeira lista de aprovados sai no dia 26 de janeiro, com matrícula entre os dias 30 de janeiro e 3 de fevereiro.

ATENÇÃO: o candidato aprovado em 1ª chamada no curso de 1ª opção será automaticamente excluído da lista do SiSU, mesmo não fazendo a matrícula. Portanto, se inscrevam apenas nos cursos que realmente desejam se matricular.

8 - Os candidatos não aprovados podem participar da lista de espera. O cadastro acontece entre 26 de janeiro e 06 de fevereiro. As chamadas baseadas na lista de espera são de responsabilidade de cada uma das instituições participantes do SiSU, que poderão divulgar quantas chamadas quiser a partir de 11 de fevereiro.

Observações:- Em caso de empate nas notas, ficará mais bem posicionado o estudante que tiver tirado a nota mais alta na redação do Enem.

Site do SiSU: sisu.mec.gov.br

SOBRE O PROUNI

O QUE É O ProUni?
É o programa do Ministério da Educação que concede bolsas de estudo integrais e parciais de 50% em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior.

Quem pode se inscrever às bolsas remanescentes?

Pode se inscrever às bolsas remanescentes do Prouni 1º/2015 o candidato que atenda a uma das condições a seguir:

- seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública, para os cursos com grau de licenciatura destinados à formação do magistério da educação básica; ou

- tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, a partir da edição de 2010, e obtido, em uma mesma edição do referido exame, média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a zero na redação.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve ter renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais de 50%, a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa. Além disso, o candidato deve satisfazer a pelo menos um dos requisitos abaixo:

- ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede particular na condição de bolsista integral da própria escola;

- ser pessoa com deficiência; ou

- ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública e concorrer a bolsas exclusivamente nos cursos de licenciatura. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

SOBRE O FIES

1 – O que é o FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores presenciais não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC.

2 – Quem pode solicitar o FIES?

Podem solicitar o financiamento os estudantes de cursos presenciais de graduação não gratuitos com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), oferecidos por instituições de ensino superior participantes do Programa, e que atendam as demais exigências estabelecidas nas normas do FIES para essa finalidade.

3 – Quem NÃO pode solicitar o FIES?

É vedada a inscrição no FIES a estudante:

  • cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição;
  • que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES;
  • inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC);
  • cujo percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita seja inferior a 20% (vinte por cento);
  • cuja renda familiar mensal bruta seja superior a 20 (vinte) salários mínimos.

 

4 – É exigido o ENEM para o FIES?

Os estudantes que concluíram o ensino médio a partir do ano letivo de 2010 e queiram solicitar o FIES, deverão ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2010 ou ano posterior.

Estarão isentos da exigência do ENEM os professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes do quadro de pessoal permanente de instituição pública, regularmente matriculados em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Para tanto, será exigido, mediante apresentação à CPSA, o original de declaração ou documento equivalente, expedido, conforme o caso, pela Secretaria de Educação do Estado, do Distrito Federal, do Município ou por escola federal, comprovando a condição de professor do quadro de pessoal permanente da rede pública de ensino da educação básica, em efetivo exercício do magistério.

Os estudantes que por ocasião da inscrição ao FIES informarem data de conclusão do ensino médio anterior ao ano de 2010, deverão comprovar essa condição perante à CPSA, apresentando diploma, certificado ou documento equivalente de conclusão do ensino médio expedido pela instituição de ensino competente.

5 – O FIES financia todos os cursos? Existe algum limite financeiro para os cursos?

Poderão ser financiados os cursos de graduação com conceito maior ou igual a 03 (três) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), das instituições de ensino superior participantes do FIES.

O FIES financia os cursos de graduação presenciais com conceito maior ou igual a 03 (três) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), das instituições de ensino superior participantes do FIES.

Os cursos que ainda não possuam avaliação no SINAES e que estejam autorizados para funcionamento, segundo cadastro do MEC, também poderão participar do Programa.

Atenção! Algumas mantenedoras de Instituição de Ensino Superior fazem a adesão ao FIES com limite financeiro que, na medida em que os estudantes finalizam suas inscrições no SisFIES, vai sendo reduzido proporcionalmente até chegar ao ponto em que se esgota e novas inscrições não são mais aceitas. A conclusão da inscrição, portanto, fica condicionada à disponibilidade do referido recurso, que pode, a critério da mantenedora, ser alterado a qualquer momento.

6 – Qual é a taxa de juros do FIES?

A taxa efetiva de juros do FIES é de 3,4% ao ano para todos os cursos.

7 – Como faço para me inscrever no FIES?

A inscrição no Fies será efetuada exclusivamente pela internet, por meio do Sistema Informatizado do Fies (Sisfies), disponível nas páginas eletrônicas do Ministério da Educação e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE.

Confira o passo a passo para solicitar o financiamento:

1º Passo: Inscrição no SisFIES

O primeiro passo para efetuar a inscrição é acessar o SisFIES e informar os dados solicitados. No primeiro acesso, o estudante informará seu número de Cadastro de Pessoa Física (CPF), sua data de nascimento, um endereço de e-mail válido e cadastrará uma senha que será utilizada sempre que o estudante acessar o sistema. Após informar os dados solicitados, o estudante receberá uma mensagem no endereço de e-mail informado para validação do seu cadastro. A partir daí, o estudante acessará o SisFIES e fará sua inscrição informando seus dados pessoais, do seu curso e instituição e as informações sobre o financiamento solicitado.

2º Passo: Validação das informações

Após concluir sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), em sua instituição de ensino, em até 10 (dez) dias, contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da sua inscrição.

3º Passo: Contratação do financiamento

Após a validação das informações, e de posse do Documento de Regularidade de Inscrição (DRI), o estudante deverá comparecer ao Agente Financeiro do FIES em até 10 (dez) dias, contados a partir do terceiro dia útil imediatamente subsequente à data da validação da inscrição pela CPSA, para formalizar a contratação do financiamento.

A contratação do financiamento deverá ocorrer em agência bancária do Agente Financeiro credenciado pelo FIES, sediada no mesmo domicílio residencial ou acadêmico do estudante. Na hipótese da inexistência de agência bancária nesses domicílios, é permitida a contratação do financiamento em agência bancária sediada em localidade de livre escolha do estudante.

O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal são os atuais Agentes Financeiros do Programa.

Atenção! Os prazos para validação da documentação na CPSA e para comparecimento na instituição bancária começam a contar a partir da conclusão da inscrição no SisFIES e da validação da inscrição na CPSA, respectivamente, e não serão interrompidos nos finais de semana ou feriados.